how to create your own web page

No desempenho de papéis tão específicos quanto importantes como sejam os de pais ou de cuidadores, há momentos em que se torna evidente a necessidade de um apoio terapêutico.

a) Grupos de pais: Dedicados à exigente tarefa de educar os seus filhos, os pais são constantemente desafiados a lidar com os obstáculos que possam surgir no seu desenvolvimento. Sejam estes transitórios -como uma adaptação mais demorada à nova escola ou um luto que custa a passar- ou mais insidiosos- como uma condição grave de saúde, uma dificuldade permanente ou um estilo relacional desafiante e de oposição- uma experiência de acompanhamento terapêutico em grupo poderá ser muito útil e gratificante.


        b) Grupos de cuidadores: Os cuidadores informais- pessoas da família responsáveis pelo bem estar de um familiar doente- muitas vezes sentem dúvidas, inquietações, momentos de extremo cansaço, necessidade de partilhar estados de espírito e perceber dinâmicas menos saudáveis que por vezes se instalam, mesmo nas relações mais significativas. Por vezes, também sentem a dor de ver diminuídas as capacidades do familiar que necessita de cuidados, e amiúde lidam com a eminência da sua perda. Nestes momentos, o acompanhamento terapêutico, acompanhado da possibilidade de partilha emocional com outras pessoas em situação idêntica, revela-se da maior importância. Os grupos de pais e de cuidadores serão dirigidos por uma equipa terapêutica. Tal como na psicoterapia, todos os conteúdos trabalhados nas sessões de grupo são confidenciais.